DOMINGO, 12 DE JULHO DE 2020
Publicada dia: 29/02/2020

Cientistas descobrem animal que não precisa respirar

Fonte: megacurioso.com

Você já ouviu falar em um animal que não respira? Entenda, não é aquele que consegue prender a respiração por muito tempo, mas sim um ser que não precisa de oxigênio para sobreviver! Esse é o caso do Henneguya salminicola. O animal passa boa parte de sua vida preso a peixes ou vermes aquáticos e, por isso, não tem por que respirar.

Sabe-se que todos os seres multicelulares apresentam, no mínimo, alguns genes respiratórios; porém, descobriu-se a exceção, o Henneguya salminicola. Em 24 de fevereiro, foi publicado um estudo comprovando a inexistência dos genes para respiração nesse animal.

(Fonte: Stephen Douglas Atkinson/Live Science/Reprodução)

Henneguya salminicola

O bicho é um parasita e, para viver, infecta outros, como peixes e vermes marinhos. Faz parte da classe os mixozoários, que são cnidários parasitas, nadadores simples e microscópicos. Eles também estão incluídos na classe dos sporozoa e, portanto, são parentes distantes das águas-vivas.

H. salminicola é um parasita benigno, e seus esporos se assemelham a um espermatozoide azulado com duas caldas e um par de “olhos” ovais, que são as células pungentes com as quais o animal se prende ao hospedeiro.

(Fonte: Stephen Douglas Atkinson/Live Science/Reprodução)

Esses seres estão evoluindo no processo contrário da maioria, ou seja, ao invés de se tornarem cada vez mais complexos, eles estão evoluindo para um animal quase unicelular. Por causa desse processo, acredita-se que eles perderam, segundo a coautora Dorothée Huchon (em entrevista à Live Science), “seus tecidos, suas células nervosas, seus músculos e, agora, também a capacidade de respirar”.

O estudo

O artigo da pesquisa, publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, foi produzido pelos cientistas Dayana Yahalomi, Stephen D. Atkinson e Dorothée Huchon em conjunto com outros pesquisadores.

O grupo fez uma análise microscópica e genômica do H. salminicola, comprovando que o ser não tinha o genoma mitocondrial, que é a porção do DNA armazenada nas mitocôndrias de um animal e inclui os genes responsáveis pela respiração.

Dessa forma, nasceu uma nova dúvida sobre o ser vivo que não respira: como ele produz energia para sobreviver? A pesquisa não conseguiu encontrar uma resposta satisfatória para a dúvida. Entretanto, os cientistas acreditam que o H. salminicola, assim como outros parasitas, deve importar ATP (a energia para as moléculas) diretamente dos seus hospedeiros.